Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010
ilegais


Ao longo da história da indústria de Macau, as fábricas do território sempre laboraram com mão-de-obra à base de trabalhadores ilegais oriundos da República Popular da China. Na grande maioria dos casos uma autêntica exploração quase em regime de escravatura.

 



tags: ,

publicado por João Severino às 00:01
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar

1 comentário:
De MACAU BANGKOK O MAR DO POETA a 22 de Setembro de 2010 às 03:32
É totalmente verdade o que diz, eu, pertencendo aos quadros ddaa PMF, tinha como missão fiscalizar todas aas fábricas que ficavam dentro da orla marrítima e detive imensos trabalhadores ilegais, e que muitas vezes, algumas fábricas tinham 100% de trabalhadores ilegais, mas, os meus chefes, por vezes, rasgavam os autos de notícia que eu fazia, e tudo ficava na mesma.
Sei que o caro amigo, conheceu perfeitamente a realidade dde Macau, tenho embarcado numa das vedetas da PMF e passado a noite, assistindo in loco â vinda ilegal de mujitos imigrantes da RPC.
Artigo esse que ainda guardo, bem como outro dde uma entrevista que fez ao Comandante da PFM sobre o contrabando.
A verdade nua e crua, que irrei dar a conheecer ao amigo José Martins que dentro de dias irá comigo para Macau.
A imprensa de Macau nos dias de hoje, nada tem dessas reportagens ee baseam'se somente às banais notícias.
Salve Amigo Seveerino


Comentar post

Macau pertenceu à administração portuguesa. Essa realidade faz parte dos registos históricos de uma nação que marcou presença nos quatro cantos do mundo. A Oriente, milhares de portugueses viveram como lhes foi possível. Em Macau, a continuidade lusa mantém-se, mas o passado foi muito significativo. Fiz parte desse passado de uma forma intensa. Portugueses, macaenses e chineses, conheci muitas centenas. De alguns guardei as fotografias que memorizam a vivência. Humanos e a urbe macaense completam um espólio fotográfico que possuo de mais de seis mil fotografias e outras mais que ainda devem estar em caixas por abrir. Neste sentido, resolvi ir publicando aqui neste MACAU PASSADO o espólio que for possível. Espero que vos agrade e que possam recordar Macau sem complexos, sem rancores e sem tibiezas. Macau sã assi...

João Eduardo Severino
.posts recentes

. pouca esperança

. hóquei em patins (3)

. leonel borralho

. fandango

. andré couto (2)

. assembleia legislativa (2...

. chá da manhã

. tordo

. alentejanos

. a amizade não tem preço

.arquivos

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

.tags

. todas as tags

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds