Sábado, 21 de Agosto de 2010
bilingue


As imagens registam mais um aniversário do meu jornal "Macau Hoje", onde desde sempre fui pioneiro do bilinguismo laboral. O jornal chegou a ter um número maior de trabalhadores chineses que portugueses. Uma saudação especial para três deles que estiveram a meu lado de uma forma especial: João Paulo Borges, A Meng e Francisca Aurélio.

 




publicado por João Severino às 00:05
link do post | comentar | adicionar aos favoritos
partilhar

4 comentários:
De Jose Martins a 21 de Agosto de 2010 às 15:36
OiJoão,
Pareces, com o ramo de flores, o "Delicadinho do 5º andar!


De João Paulo Borges a 23 de Agosto de 2010 às 02:02
Grande surpresa, João!!

Eram todos boa gente. Queria também lembrar a Mónica, fizemos muitas primeiras páginas juntos, e o Mr. On, camarada chinês da paginação.

Bons tempos. Deles todos só mantive contacto consigo e com a Mónica. Espero que os outros estejam todos bem.

Abraço


De Francisca a 22 de Março de 2011 às 16:43
Fui encontrar esta agradável surpresa (passados meses), retrato de um dos melhores tempos passados em Macau, com toda a equipa do MacauHoje.
Paulo, se bem me lembro ainda te enviei algumas noticias...
Severino, estou em falta pois deveria ligar... Apareça por Portimão, Eu e o João cá estamos com os nossos rebentos a crescer muito rapidamente.
Mónica, Patty, Lara, Rui...Espero também que estejam todos bem. A vida vai passando e fica a recordação de alguns momentos fabulosos, vocês fizeram parte deles!


De João Severino a 23 de Março de 2011 às 00:23
Olá Francisca. Tmbém tenho muitas saudades tuas, que foste uma das melhores jornalistas que trabalhou no meu jornal.
Sabes por que razão não vou a Portimão? Porque não há lá televisão... :) tu já vais com quatro? Puxa, grande João! (o teu, claro!... :)
Beijos e abraço ao teu marido.


Comentar post

Macau pertenceu à administração portuguesa. Essa realidade faz parte dos registos históricos de uma nação que marcou presença nos quatro cantos do mundo. A Oriente, milhares de portugueses viveram como lhes foi possível. Em Macau, a continuidade lusa mantém-se, mas o passado foi muito significativo. Fiz parte desse passado de uma forma intensa. Portugueses, macaenses e chineses, conheci muitas centenas. De alguns guardei as fotografias que memorizam a vivência. Humanos e a urbe macaense completam um espólio fotográfico que possuo de mais de seis mil fotografias e outras mais que ainda devem estar em caixas por abrir. Neste sentido, resolvi ir publicando aqui neste MACAU PASSADO o espólio que for possível. Espero que vos agrade e que possam recordar Macau sem complexos, sem rancores e sem tibiezas. Macau sã assi...

João Eduardo Severino
.posts recentes

. pouca esperança

. hóquei em patins (3)

. leonel borralho

. fandango

. andré couto (2)

. assembleia legislativa (2...

. chá da manhã

. tordo

. alentejanos

. a amizade não tem preço

.arquivos

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

.tags

. todas as tags

.links
blogs SAPO
.subscrever feeds